fbpx

A Caixa de Gordura como Solução para Evitar Prejuízo Ambiental e Econômico

Residência, restaurante, lanchonete ou qualquer outro imóvel comercial ou industrial que produz resíduos gordurosos precisa ter um sistema adequado de captação desse material, popularmente conhecido como caixa de gordura. Todavia, a prática fica muito distante da norma. Segundo o serviço de Fiscalização e Orientação das Instalações Hidrosanitárias da Caesb, a maioria dos imóveis possui a caixa de gordura, mas o equipamento está fora dos padrões. Diariamente estes imóveis de todo o DF despejam irregularmente gordura na rede de esgoto.

A substância forma placas que entopem, com frequência, a rede de captação e tratamento de esgoto.  Em casa, jogados nos ralos das pias,  em vasos sanitários ou derramados na terra, eles contaminam as águas, o solo e a natureza em geral, isto constitui um prejuízo para o meio ambiente.  No DF a CAESB junto com o IBRAM, reforçou a fiscalização, e quem tem o mau hábito está sujeito a pagamento de multa que pode chegar até R$1 mil para o particular. Caso ocorram despejos irregulares, a empresa responsável fica sujeita a penalidades previstas em lei, com multas que variam de R$ 7,8 mil até R$ 119,5 mil. É importante você adequar o seu volume de caixa de gordura e adotar boas práticas!

Algumas boas práticas :

 – Colocar óleo produzido em garrafas ou recipientes menores e encaminhar a postos de coleta (Ponto de entrega voluntário da CAESB)

– Aproximar-se de iniciativa de reciclagem de óleo vegetal como por exemplo o projeto Bigua

– Uso de caixa de gordura de volume maior (No DF pode verificar o volume que você precisa seguindo o decreto 5.631/80 CAESB) consultar nossa ficha técnica da caixa de gordura

– Realizar limpeza da caixa de gordura regularmente

– Consultar nossos E-books

Sources: Agencia Brasília DF, site CAESB

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!
👋 Olá, como posso ajudar?